Política em Foco nas Repúblicas: de Curitiba e do Brasil

Arquivo de categoria

Paraná

Odebrecht relata pagamentos via caixa 2 de R$ 2,5 milhões para campanha de Richa em 2014

em Justiça/Lava Jato/Notícias/Paraná/Política por

O ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura, Benedicto Barbosa Júnior, e o ex-diretor da Odebrecht Sul, Valter Arruda Lana, citaram o governador Beto Richa em depoimentos de delação premiada. Segundo os executivos, a empreiteira fez pagamentos via caixa 2 nas três últimas campanhas do tucano.

Foram R$ 100 mil em 2008, quando Richa se reelegeu prefeito de Curitiba, R$ 450 mil em 2010, na primeira disputa ao governo do Paraná, e R$ 2,5 milhões na reeleição estadual em 2014. Os pagamentos foram feitos, segundo os delatores, através do “setor de operações estruturadas”, o departamento responsável pelos pagamentos ilícitos da Odebrecht.

O codinome de Richa nas planilhas da empresa era “brigão”.

De acordo com Benedicto Júnior, na campanha de 2014, foram autorizados repasses de R$ 4 milhões, mas apenas R$ 2,5 milhões foram pagos efetivamente em três parcelas ao longo do mês de setembro. Ele contou que um diretor da Odebrecht foi procurado em Curitiba pelo tesoureiro da campanha de Richa, que pediu a contribuição. Haveria uma contrapartida para a empresa, referente ao projeto de duplicação da PR-323. A Odebrecht integrou o consórcio da obra, que nunca saiu do papel.

As doações em 2008 e 2010 não tiveram contrapartida. O executivo afirmou que a Odebrecht apostava no crescimento político de Richa.

Os colaboradores afirmaram nunca ter tratado das doações eleitorais diretamente com Beto Richa – o assunto ficava a cargo dos tesoureiros das campanhas. Em 2008 e 2010 quem procurou Valter Lana foi Fernando Ghignone, atual presidente da Compagás. Ele disse ao Ministério Público que nunca se reuniu com o governador.

As informações de Benedicto Júnior e Valter Lana levaram a Procuradoria-Geral da República a pedir a abertura de um inquérito contra Beto Richa. O caso foi enviado ao Superior Tribunal de Justiça, que é a instância competente para investigar e julgar governadores. Cabe aos ministros do STJ decidirem pela abertura ou não do inquérito. Em nota divulgada nesta quarta-feira, Richa disse desconhecer o contexto em que teve o nome citado pelos executivos.

Ele afirmou que declarou à Justiça Eleitoral a origem de todos os recursos das campanhas. Em março, quando a PGR pediu a abertura do inquérito com base nas delações da Odebrecht, o governador já tinha se manifestado. Na época, ele disse estar “tranquilo” com uma possível investigação.

Os tesoureiros das campanhas de Richa também se manifestaram por meio de nota. Fernando Ghigone, responsável pelas finanças de 2008 e 2010, disse que as acusações são inverídicas e fantasiosas, pois todas as doações foram legais e depositadas na conta oficial do partido. Além disso, afirmou que as prestações de contas dos dois anos foram aprovadas sem ressalvas pela Justiça Eleitoral.

Juraci Barbosa Sobrinho, tesoureiro em 2014, afirmou que as acusações não passam de ilações e que a campanha não recebeu valores não contabilizados ou de origem ilícita. Ele disse ainda que a prestação de contas foi totalmente aprovada pela Justiça Eleitoral.

Fonte: Repórter Tabata Viapiana

STJ autoriza inquérito contra governador Beto Richa

em Justiça/Notícias/Paraná por

A ministra do Superior Tribunal de Justiça Nancy Andrighi autorizou nesta quarta-feira a abertura de inquérito para investigar o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB). O processo, que corre em segredo de Justiça tem relação com supostas fraudes no Porto de Paranaguá. Através de sua assessoria de imprensa, Beto Richa disse que “considera um absurdo a inclusão de seu nome nessa denúncia e cobra uma investigação profunda do caso, que comprovará a sua completa inocência”.

O pedido de abertura de inquérito foi feito pelo vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Andrada, que aponta suspeitas de corrupção na concessão de licença ambiental pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP).

A ministra determinou que a Justiça em Paranaguá remeta em 15 dias as cópias do procedimento e que a Polícia Federal tome os depoimentos de diretores e funcionários do IAP (Venilton Pacheco Mucillo, Luiz Tarcisio Mossato e Theodócio Jorge Atherino) em até 30 dias.

O procedimento tem relação com uma operação policial realizada no porto. A Procuradoria Geral da República pediu o compartilhamento de provas coletadas em busca e apreensão autorizada pela 1ª Vara Criminal de Paranaguá.

 

Fonte: Paraná Portal

 

‘Absolutamente tranquilo’, diz Beto Richa após nome na ‘lista do Janot’

em Justiça/Notícias/Paraná por

O nome do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), e mais quatro governadores constam na chamada “segunda lista de Janot”, que foi entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF) na tarde de terça-feira, 14.

O nome do tucano foi citado nos acordos de delação premiada firmados com executivos e ex-executivos da Odebrecht e da Braskem, investigadas na Operação Lava Jato. As circunstâncias em que aparece o nome de Richa não foram divulgadas. As informações foram exibidas pelo Jornal Nacional, da TV Globo.

“Desconheço o contexto no qual tive meu nome citado. Todas as minhas campanhas tiveram a origem dos recursos declarada à Justiça Eleitoral”, afirma o tucano em nota. Beto Richa deve ser investigado junto com os outros governadores pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O governador aparece mencionado em uma planilha de doações para políticos nas eleições de 2010. O documento foi apreendido pela Polícia Federal na Operação Xepa. Segundo as investigações, empresas foram usadas como “laranja” pela Odebrecht para doar R$ 200 mil ao PSDB do Paraná, na ocasião da reeleição de Richa ao Palácio Iguaçu.

Edgar Bueno é alvo do Tribunal de Contas

em Notícias/Paraná/Política por

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) multou, em R$ 1.450,98, o ex-prefeito de Cascavel (Oeste) Edgar Bueno (gestão 2013-2016). A multa foi aplicada em razão de despesas com juros e multa, no valor de R$ 5.915,04, decorrentes do recolhimento em atraso de contribuições previdenciárias devidas ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).

A sanção foi aplicada na análise da prestação de contas do exercício de 2013. Na instrução do processo, a Coordenadoria de Fiscalização Municipal (Cofim) do TCE-PR, opinou pela ressalva dos itens relativos às fontes de recursos com saldos a descoberto, ao registro de receita vinculada em finalidade diversa da arrecadação e às diferenças nos registros de transferências constitucionais, em razão da apresentação de documentos e justificativas pelo responsável.

O relator do processo, conselheiro Artagão de Mattos Leão, opinou pela emissão de parecer prévio pela regularidade com ressalva das contas. Também se posicionou pela aplicação, ao ex-prefeito, da multa prevista no artigo 87, inciso IV, da Lei Orgânica do Tribunal (Lei Complementar Estadual nº 113/2005). Os conselheiros acompanharam o voto do relator por unanimidade.

A decisão, da qual cabem recursos, ocorreu na sessão de 13 de dezembro da Primeira Câmara. Os prazos para recurso passaram a contar em 20 de janeiro, data da publicação do Acórdão nº 358/16 – Primeira Câmara, na edição nº 1.518 do Diário EletrônicoO periódico oficial do TCE-PR é veiculado no portal www.tce.pr.gov.br.

Após o trânsito em julgado do processo, o parecer prévio do TCE-PR será encaminhado à Câmara Municipal de Cascavel. A legislação determina que cabe aos vereadores o julgamento das contas do chefe do Executivo municipal. Para desconsiderar a decisão do Tribunal expressa no parecer prévio são necessários dois terços dos votos dos vereadores.

O ex-prefeito de Cascavel, Edgar Bueno, está cotado para assumir um cargo no governo Beto Richa (PSDB).

Depois de dois mandatos como prefeito, o que impede a reeleição, Bueno deixou a prefeitura no dia 31 de dezembro de 2016. Ele administrou a cidade por três vezes e foi deputado estadual. 

Ainda não foi batido o martelo sobre o cargo que Bueno vai ocupar na administração tucana, mas será no primeiro escalão.

Curitiba – “O Fazimento de uma Cidade” – Rafael Dely Em depoimento a Marcelo Oikawa

em Notícias/Paraná por
  • marcelooikawa.jpg
  • marcelooikawa5.jpg
  • marcelooikawa4.jpg
  • marcelooikawa2.jpg
  • marcelooikawa7.jpg
  • marcelooikawa8.jpg
  • marcelooikawa9.jpg
  • marcelooikawa10.jpg
  • marcelooikawa11.jpg
  • marcelooikawa6.jpg
  • marcelooikawa12.jpg
  • marcelooikawa13.jpg
  • marcelooikawa1.jpg
  • marcelooikawa14.jpg

Numa Época em que o Brasil se urbanizava rapidamente e as pressões por soluções urbanas se tornavam quase insuportáveis Curitiba mudou o olhar sobre as cidades e apontou novos caminhos.

Marcelo Oikawa é jornalista, talvez não conhecido tanto em Curitiba quanto seu currículo e sua história de vida indicam. Um dos motivos é o fato de ele ter passado o maior tempo de sua vida profissional no Norte do Paraná.

Até hoje não havia um livro que contasse a história da transformação urbana de Curitiba ou que sintetizasse as propostas e as realizações que moldaram a cidade. O livro “Curitiba, o fazimento de uma cidade”, escrito pelo jornalista Marcelo Oikawa, a partir do depoimento do arquiteto e urbanista Rafael Dely, cobre esta lacuna, contando com leveza e simplicidade uma experiência de vida.

No livro, Oikawa e Dely se propõem mostrar a filosofia que norteou essa caminhada. Dely tinha a compreensão de que cada profissional que deixou sua marca nessa caminhada de quase 40 anos tinha versão própria de como tudo foi concebido e aconteceu. Este livro contém o seu ponto de vista.

Numa época – a partir da década de 60 –, em que o Brasil caminhava para as cidades e as pressões por soluções urbanas se tornavam quase insuportáveis, Curitiba mudou o olhar sobre elas e apontou novos caminhos. Em 1971, Dely apresentou a sua ideia do Sistema Trinário –, com as famosas canaletas por onde circulam os ônibus biarticulados vermelhos com suas vias laterais de tráfego lento nos dois sentidos e pelas vias rápidas nos sentidos centro-bairro e bairro-centro. O sistema não serve apenas como vias de ligação como sempre se fez nas grandes cidades brasileiras. Combinado com uma lei de uso do solo, que permite a construção de prédios altos somente ao longo desse sistema, tornou-se a estrutural que direciona o crescimento linear do centro da cidade em direção aos bairros. Esse conjunto de providências originais interrompeu o adensamento do centro da cidade, fazendo o cenário de Curitiba, apesar de ser uma metrópole, parecer um aprazível conjunto de bairros residenciais.

O livro foi contemplado pela Lei Rouanet e viabilizado pelo patrocínio das empresas Itaipu Binacional, Elejor, Copel, Veiga Lopes e Maxi Gráfica.

 

O arquiteto e urbanista Dely foi o mais expressivo dos “pensadores” da revolução urbana que Jaime Lerner implantou na cidade, modelo que seria repetido, depois, mundo afora.

Planalto anuncia nova diretoria da hidrelétrica Itaipu

em Brasil/Governo/Notícias/Paraná por

O Palácio do Planalto divulgou, nesta tarde, a relação completa de nomes que compõem a nova diretoria da hidrelétrica Itaipu Binacional. O novo diretor-geral brasileiro será Luiz Fernando Vianna, que assume o cargo no lugar de Jorge Samek. Ligado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao PT, Samek exerce a função desde 2003.

A lista com os nomes da nova diretoria ainda será publicada no “Diário Oficial da União” nos próximos dias.

Vianna é o atual diretor-presidente da Companhia Paranaense de Energia (Copel), e foi indicado pelo governador do Paraná, Beto Richa, filiado ao PSDB.

Os tucanos conquistam o comando de uma das estatais mais importantes do país num momento em que reivindicam maior participação no núcleo decisório do governo de Michel Temer. Em fevereiro, o líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), assumirá a Secretaria de Governo, com assento no quarto andar do Planalto.

Marcos Antônio Baumgartner, indicado pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros — filiado ao PP do Paraná —, assumirá o segundo cargo na hierarquia da estatal, de diretor técnico executivo. Marilice Perazzoli Collin será a nova diretoria jurídica. O novo diretor administrativo será Rubens de Camargo Penteado. O novo diretor financeiro executivo será Marcos Vitório Stamm.

E o diretor de coordenação será Ramiro Wahrhaftig.

A maioria dos cargos era ocupada por indicados do PT, como Edésio Passos, ex-diretor administrativo, morto em agosto de 2016. Ele foi presidente da sigla no Paraná.

Fonte: Valor Econômico

 

Vianna e Ortigara na Itaipu.

em Governo/Notícias/Paraná por

O nome de Luiz Fernando Vianna, atual presidente da Copel, já está confirmado na direção da Itaipu Binacional. O anúncio oficial deve ser feito pelo presidente da República Michel Temer (PMDB) nos próximos dias. A direção da Copel deve ser chefiada por membros da própria empresa — um “copeliano”, como eles dizem e se tratam. 

Mas não foi só o nome de Vianna que o governador Beto Richa (PSDB) conseguiu emplacar na Itaipu. 

Uma fonte do Palácio Iguaçu conta que Norberto Ortigara, atual secretário de Agricultura de Richa, vai ocupar a diretoria de coordenação da usina. 

Com a saída de Ortigara, quem assume a pasta da Agricultura é Abelardo Lupion (DEM), atual diretor da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar). Lupion é empresário do ramo agropecuário e imobiliário.

Para o lugar de Lupion, o governador Beto Richa ainda não definiu quem assumirá a direção da COHAPAR.

Fonte: Massa News - Karlos Kohlbach

Força Tarefa – Vamos Prender Vagagundo…

em Justiça/Lava Jato/Notícias/Paraná por

ELES QUEREM SÓ PRA ELES…
Tudo é só deles…
Foro privilegiado…
Tudo de bom e de melhor
De gostoso e prazeroso
Mulherada é só carrão
Vinho bom e avião
E o que sobra para nós…
É a MISÉRIA baby
Mas o que sobra para nós…
É muito imposto…baby
Mas eu “MORO” em Curitiba…
O Sergio mora também…
O bicho vai pegar vamos enjaular todo mundo…
Venha você também fazer parte dessa arte que é PRENDER VAGABUNDO
Venha você também fazer parte dessa arte que é PRENDER VAGABUNDO

VAMOS PRENDER VAGABUNDO
VAMOS PRENDER VAGABUNDO
VAMOS PRENDER VAGABUNDO
VAMOS PRENDER VAGABUNDO

Mas eu “MORO” em Curitiba…

E sou Brasileiro…
Força tarefa chegou vamos enquadrar todo mundo…
Venha você também fazer parte dessa arte que é PRENDER VAGABUNDO
Venha você também fazer parte dessa arte que é PRENDER VAGABUNDO
VAMOS PRENDER VAGABUNDO
VAMOS PRENDER VAGABUNDO
VAMOS PRENDER VAGABUNDO
VAMOS PRENDER VAGABUNDO
VAMOS PRENDER VAGABUNDO
VAMOS PRENDER VAGABUNDO
VAMOS PRENDER VAGABUNDO
VAMOS PRENDER VAGABUNDO

A Velha Política vence, Rafael Greca é eleito prefeito de Curitiba

em Eleições 2016/Governo/Notícias/Paraná por

O candidato do PMN Rafael Greca foi eleito prefeito de Curitiba neste domingo (30). Ele venceu Ney Leprevost (PSD), no segundo turno da eleição municipal, e deve assumir o cargo em janeiro de 2017. No primeiro turno, Greca obteve 38,38% dos votos, e Ney, 23,66%.

A votação terminou às 17h e às 17h31, o moradores de Curitiba já sabiam oficialmente o nome do novo prefeito.

Se possível Greca adote em sua Gestão um das propostas mais importantes do Ney Leprevost: “Reduzir o número de cargos em comissão (40%), prestigiar os servidores concursados do município. Cortar mordomias e combater o desperdício do dinheiro do contribuinte.

Sobre Rafael Greca

A primeira vez que Rafael Greca foi prefeito de Curitiba foi entre 1993 e 1996. Ele também ocupou os cargos de vereador, deputado estadual, deputado federal, secretário estadual e ministro.

Para este mandato, o vice de Greca será Eduardo Pimentel (PSDB). O prefeito eleito é engenheiro e servidor aposentado pelo Instituto de Pesquisa Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC). Greca nasceu em Curitiba em 1956.

Propostas
Durante a campanha, o candidato afirmou em programas eleitorais, entrevistas e debates que pretende tornar o atendimento na saúde pública municipal mais eficiente. Uma das propostas, que segundo ele, pode ser concretizada em 180 dias, é implantar um modelo de agendamento nos posto de saúde que fará com que as pessoas não precisem passar a madruga na fila para conseguir consulta.

Em dois anos, afirma Greca no plano de governo, pretende criar o Centro de Especialidades Metropolitano no Portão, garantindo consultas especializadas com cardiologistas, endocrinologistas, geriatras , por exemplo, e equipe multidisciplinar.

Quando falava em mobilidade urbana, Greca era enfático ao afirmar que vai retornar a integração do transporte público de Curitiba com o da Região Metropolitana.

Ainda sobre transporte público, Greca prometeu criar uma tarifa diferenciada, para horários alternativos, diminuindo a sobrecarga nos horários de alto fluxo e revitalizar os terminais de ônibus.

Sobre educação, Greca afirmou que nos primeiros dias de gestão vai identificar a real necessidade de vagas no ensino fundamental e na educação infantil na cidade.

No plano de governo, uma das propostas e colocar Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) em funcionamento, abrir turmas de berçário e aumentar as vagas para crianças entre zero e três anos.

 

Faltando 10 dias para o segundo Turno Ney amplia vantagem sobre Greca

em Eleições 2016/Governo/Paraná/Política por

Se a eleição do segundo turno fosse hoje (19/10/2016), o candidato Ney Leprevost (PSD) seria eleito com 54% dos votos válidos ante 46% de Rafael Greca (PMN). Os números são do Instituto Opinião, que divulgou nesta quarta (19), na rádio BandNews FM, nova pesquisa sobre a corrida pela Prefeitura de Curitiba.

O candidato Ney Leprevost (PSD) abre vantagem na corrida pela Prefeitura de Curitiba, de acordo com a segunda pesquisa de intenção de votos realizada pelo Instituto Opinião, encomendada e divulgada pela rádio BandNews FM Curitiba na manhã desta quarta (19).

Na pesquisa estimulada, o deputado estadual aparece com 39,25% das intenções de voto. O candidato Rafael Greca (PMN) tem 33,46%. Ainda nas perguntas estimuladas, os eleitores que afirmam votar branco ou nulo somam 13,53%. Os indecisos são 11,02%, enquanto os eleitores que disseram que não sabem – ou que preferiram não opinar – representam 2,74%. Ao descartar os votos brancos e nulos e levando em conta só os votos válidos, o deputado Ney Leprevost tem 53,98% das intenções de voto, contra 46,02% de Rafael Greca.

A diferença é de quase oito pontos porcentuais.

grafico19

grafico21

grafico31

1 2 3 6
Ir Para Topo